Juliana Paes é acusada de demitir funcionária com grave depressão e assessoria rebate

Publicado por no 27/07/2022

Fogo no parquinho! Juliana Paes foi acusada de demitir uma funcionária que estava afastada para tratar grave depressão. De acordo com Fábia Oliveira, Adriana das Graças era cozinheira na casa da atriz por 11 anos, de dezembro de 2010 até novembro de 2021, antes de ser desligada pela intérprete de Maria Marruá de Pantanal.

A acusação foi feita pelo motoboy Alberto João, filho de Adriana, em um vídeo compartilhado no Twitter. Nas imagens, a cozinheira conta que tentou suicídio e precisou ficar internada na clínica psiquiátrica.

A moça do vídeo é a minha mãe. Se dedicou por 11 anos na casa de Juliana Paes, deu o seu máximo. Mas quando precisou se internar em hospital psiquiátrico, por causa de depressão, foi demitida. O INSS deu seis meses para ela se cuidar, mas os mesmos não quiseram nem saber e demitiram ela, escreveu Alberto.

Segundo a colunista, Adriana ficou de licença até julho, quando foi liberada para trabalhar, mas recebeu a dispensa da atriz.

Ela disse que ia pedir para o contador fazer a rescisão e ainda disse que gostava muito de mim.

Em resposta ao ocorrido, a assessoria de Juliana Paes mandou uma nota para a jornalista, dizendo que a demissão foi feita dentro da lei.

No último mês de julho, aconteceu, de fato, o desligamento da colaboradora. Juliana e família sempre foram cuidadosos e respeitosos com as questões de cunho pessoal que Adriana passou no período e este jamais seria o motivo para o fim do contrato. Juliana manteve Adriana trabalhando durante anos em tratamento da doença e indo além de suas obrigações como empregadora com ajuda médica e também financeira. A dispensa se deu por outros motivos e foi feita dentro da lei, garantindo todos os direitos à ex-colaboradora. No mais, Juliana não irá se pronunciar novamente sobre o caso.

.

Informações: Estrelando

Imagem em destaque: Estrelando

Excesso FM

Tocando agora

Título

Artista

Background